top of page

Sites de freelancer: 6 opções para encontrar trabalho

Atualizado: 20 de jan. de 2023

Há quem diga que os sites de freelancer não são bons e o melhor que você pode fazer é fugir dessa armadilha. Acreditamos que, como tudo na vida, este meio de prospecção tem vantagens e desvantagens e, se você souber usá-lo a seu favor, pode se beneficiar muito.


Neste artigo, vamos explicar o que são os sites de freelancer e recomendar alguns que podem ser bem úteis na sua busca por clientes. Leia tudo até o final e não se esqueça de compartilhar a sua opinião com a gente nos comentários!


O que são sites de freelancer?


Os sites de freelancer são plataformas nas quais clientes publicam ofertas de trabalho e os profissionais autônomos têm a oportunidade de entrar em contato e enviar uma proposta.


Para quem está começando e ainda não tem muitos contatos no universo freela, é uma ótima maneira de expandir os horizontes e ter acesso a projetos diferentes e de qualquer localidade. Afinal, o freelancer pode trabalhar de onde quiser.


Além de ser uma boa porta de entrada para os iniciantes, muitos clientes acabam continuando o trabalho fora da plataforma, o que garante um job fixo para o freela. Muito bom, né? Para quem está começando, também é interessante o fato de que as plataformas oferecem maior segurança em relação ao pagamento.


Mas como tudo na vida, os sites de freelancer não são apenas um mar de rosas e recebem algumas críticas também. A principal desvantagem é a questão do “leilão de preços”, pois muitos clientes estão lá apenas para encontrar o menor valor possível, o que faz com que o processo todo se torne absurdo.


A grande dica é: não abaixe os seus preços a ponto de pagar para trabalhar. Existem sim clientes dispostos a pagar o que você merece, mas é preciso garimpar muito bem os projetos para encontrá-los.


No geral, essas plataformas são muito indicadas para quem está iniciando, mas podem ser utilizada sempre que o freelancer precisar de novas demandas. Ah, e tenha paciência: são muitos freelas cadastrados, então nem sempre a sua proposta será aceita logo de cara. Continue tentando!


6 plataformas para procurar trabalhos como freela


Agora que você já entendeu o que são os sites de freelancer e as suas vantagens e desvantagens, confira a lista com os principais e comece a prospectar clientes:


99freelas


O 99freelas é uma ótima opção de site nacional em que clientes publicam oportunidades de trabalho e os freelancers podem enviar as suas propostas.

O profissional tem um perfil, no qual pode escrever um breve texto sobre as suas principais habilidades e experiências profissionais, além de adicionar links de portfólio. Ao concluir um projeto, o cliente avalia o freelancer e vice-versa, o que é muito importante para a credibilidade de ambos.

Há uma versão gratuita da plataforma, que é um pouco mais limitada, mas ainda assim é possível conseguir clientes. A grande desvantagem é precisar esperar algumas horas para enviar propostas (inicialmente, os projetos ficam abertos apenas para quem é premium).

Outros diferenciais do premium são:

  • é possível promover a sua proposta para que ela apareça antes das outras;

  • o tempo de repasse do pagamento é menor.

Para quem pretende usar bastante, o plano premium tem um valor acessível e com apenas um projeto no mês já é possível quitar este gasto.

Workana


O Workana, por sua vez, é uma plataforma internacional. Assim como no 99freelas, o cliente publica um projeto e os freelas podem enviar uma proposta. Toda a comunicação deve ser realizada pelo site e o fornecimento de dados de contato podem levar a punições, em alguns casos até mesmo a exclusão da conta.

Um ponto negativo é que os planos pagos são em dólares, mas oferecem benefícios interessantes, como:

  • redução da porcentagem de comissão;

  • aumento do número de propostas semanais;

  • destaques em categorias;

  • conferir se a sua proposta foi lida;

  • saques no meio do mês ou semanais;

  • notificações de projetos.

GetNinjas


O diferencial do GetNinjas é a sua abrangência. Enquanto os outros sites de freelancer oferecem mais trabalhos remotos em marketing e áreas relacionadas, este vai além, com serviços de todos os tipos:

  • domésticos;

  • assistência técnica;

  • saúde;

  • reformas e reparos;

  • eventos;

  • moda e beleza;

  • design e tecnologia.

A desvantagem é que o site é menos dinâmico, mas ainda assim é interessante e bem recomendado, principalmente para quem atua como profissional autônomo fora das áreas de marketing e design.

Upwork


O Upwork também é uma das plataformas de freelas mais conhecidas, com milhões de usuários cadastrados e inúmeras oportunidades em áreas como: design, programação, escrita e revisão etc.

Assim como os outros sites, este facilita a conexão entre clientes e freelancers. O profissional autônomo, ao criar uma conta, pode acessar projetos publicados, enviar propostas e cadastrar anúncios de trabalho.

Além disso, os freelas possuem um perfil próprio, podem enviar um portfólio e fazer testes de habilidades. Além do plano gratuito, a Upwork tem opções pagas com mais benefícios.

Fiverr


O Fiverr tem alguns diferenciais interessantes. Para começar, os freelancers podem mostrar projetos finalizados aos potenciais clientes, o que é útil para se destacar e evitar o esforço do contato um a um.

Além disso, outro ponto de destaque é que o site oferece cursos gratuitos para que os freelancers possam desenvolver novas habilidades. Há oportunidades em social media, design, Wordpress, SEO, tradução, ilustração etc.

Freelancer


O Freelancer é a maior plataforma de oportunidades para profissionais autônomos do mundo, com atuação em mais de 240 países. Há ofertas para trabalhos em diferentes áreas: marketing, jurídico, serviços contábeis, engenharia etc.

É possível se cadastrar de forma gratuita e começar por meio do preenchimento do seu perfil. Feito isto, você já pode se candidatar para diversas oportunidades. A conta grátis é mais limitada, mas, se preferir, pode optar por um dos planos pagos com benefícios extras.

Quais são as outras estratégias de prospecção de clientes?


As plataformas de freelas são ótimas opções para começar, mas é fundamental diversificar as suas estratégias de captação de clientes para não depender apenas de uma. Confira quais são as outras estratégias que você deve incluir na sua rotina de prospecção:


1. Ativar a sua rede de contatos


Faça um breve texto contando sobre a sua atuação como freelancer e, se possível, coloque junto o link do seu site ou portfólio para que as pessoas possam se aprofundar mais no seu trabalho.


A ideia aqui é ativar todas as pessoas que você conhece: amigos, familiares e ex-colegas de trabalho. Basicamente, qualquer indivíduo que possa, em algum momento, precisar de um freela ou te indicar para oportunidades.


Vale a pena também acionar outros freelas com os quais você tem contato para reforçar que está em busca de preencher a sua agenda com parcerias e jobs.


Pode ser que as indicações demorem um pouco para aparecer, mas o mais importante é que as pessoas saibam quais são as suas habilidades e tipos de trabalho que você está pegando.


2. Produzir conteúdo no linkedin


Outra forma de prospectar clientes é produzindo conteúdo no LinkedIn. Para isso, é preciso ter uma estratégia alinhada aos seus objetivos para atrair as pessoas certas.


Aprenda mais sobre este assunto: conheça o Treinamento de LinkedIn para Freelas.


É muito curioso como, conforme você utiliza a rede com consistência, a sua base de seguidores vai crescendo e, aos poucos, vão chegando pessoas interessadas em conhecer mais sobre o seu trabalho.


Esse é um tipo de prospecção passiva, ou seja, você produz conteúdo e se mantém vivo na rede para que, em algum momento, as oportunidades batam à porta. Não é seguro depender apenas desse tipo de captação, pois ela pode variar bastante.


Lembre-se de que, na essência, o LinkedIn é uma rede social profissional, por isso, sempre há alguém procurando por parceiros e freelas por lá.


3. Fazer prospecções ativas


Por fim, não deixe de fazer uma prospecção ativa, ou seja, ir atrás ativamente de potenciais clientes.


Para isso, você pode criar uma lista de empresas que acredita que poderiam se interessar pelos seus serviços e buscar no LinkedIn colaboradores que trabalham lá.


A dica aqui é montar um textinho padrão para enviar a cada uma dessas pessoas, mas sempre ter em mente que é importante personalizá-lo.


Apresente-se brevemente e explique como você é capaz de agregar valor à empresa. Além disso, você também pode sugerir enviar uma pequena "amostra" do seu trabalho: vamos supor, por exemplo, que você é designer. Uma amostra do seu trabalho seria enviar sugestões de melhorias na identidade visual dos posts de redes sociais da marca.


É claro que tudo isso deve ser feito sem arrogância e sem menosprezar o trabalho atual da empresa. Use sempre um tom amigável e otimista para oferecer os seus serviços, reforçando os seus diferenciais para tentar se vender de maneira convincente.


Comece agora mesmo as suas prospecções


Com todas estas dicas, você está mais do que preparado para começar a prospectar clientes em sites de freelancer e por meio das outras estratégias que listamos ao longo do artigo.


Para continuar aprendendo, leia também os seguintes textos:



 

Sobre o Universo Freela


O Universo Freela foi criado por Ana Luísa de Oliveira e Bruna Cosenza. Por aqui , você encontra conteúdos nos mais diversos formatos com o objetivo de orientar, informar e inspirar todos os que desejam trabalhar como profissionais autônomos. Queremos ajudar você a realizar o seu sonho de ter uma carreira freelancer sustentável, com muito mais empoderamento e liberdade.


Acompanhe as novidades em nosso Instagram, @universo.freela, e cadastre-se na nossa newsletter para receber conteúdos exclusivos.

276 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page